Como Controlar a Ansiedade

Como Tratar a Ansiedade [Sem Sair de Casa e Sem Remédios!]

Você se considera uma pessoa ansiosa e não aguenta mais viver com esse transtorno? Quer aprender como tratar a ansiedade de forma natural e sem sair de casa?  Você está no lugar certo!

Neste artigo, você vai ter acesso a informações que vão te ajudar a se livrar desse mal de uma vez por todas.

De início, saiba que você não está sozinho. Considerada o “mal do século”, a ansiedade é hoje um dos quadros que mais afeta a população.

Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam que, aproximadamente, 33% da população mundial sofre com algum tipo de transtorno ansioso.

Outro dado alarmante divulgado pela OMS é que o Brasil é o país do mundo com o maior número de pessoas com Transtorno de Ansiedade.

 

TRANSTORNO DE ANSIEDADE

O transtorno de ansiedade tem suas ramificações, cada qual com sintomas específicos que serão abordados mais a frente neste texto.

Os tipos de transtornos ansiosos mais frequentes são:

  • Ansiedade Generalizada;
  • Pânico;
  • Estresse Pós Traumático;
  • Reação Aguda ao Estresse;
  • Transtorno Obsessivo Compulsivo;
  • Agorafobia;
  • Fobias Sociais;
  • Fobias específicas;
  • Síndrome do Pensamento Acelerado.

Em linhas gerais, podemos classificar a ansiedade como um estado emocional de apreensão e expectativa, um posicionamento de alerta e/ou angústia em relação a um evento que pode, ou não, acontecer no futuro.

Altos níveis de ansiedade são responsáveis por diversas reações físicas e psicológicas.

Trata-se de uma via de mão dupla, considerando que possui funções tanto benéficas quanto prejudiciais ao organismo.

A ansiedade corresponde a uma característica biológica do indivíduo, age como estímulo, funciona como mola propulsora para a ação.

Nesse sentido, trata-se de um instinto de sobrevivência.

Os problemas começam a surgir quando o sentimento de ansiedade toma proporções excessivas, levando o indivíduo a um estado constante de preocupação.

A palavra “preocupação”, por si só, já transmite o sentimento do indivíduo ansioso, indica o ato de se pré-ocupar, antecipar mentalmente situações que ainda não aconteceram, e trazer para o momento atual toda carga emocional que tal evento poderia causar.

Veja a seguir, a classificação técnica da doença, os critérios diagnósticos e a definição de cada tipo de transtorno ansioso.

Em seguida, você aprenderá como tratar a ansiedade de forma natural, sem medicamentos e sem sair de casa.

 

O que é ansiedade?

como controlar a ansiedade sem remédios

A palavra ansiedade surgiu do grego anshein, cujo significado é “sufocar, oprimir, estrangular”.

Como dito acima, pode ser sumariamente definida como um sentimento exacerbado de apreensão e expectativa.

Compreende um estado de alerta que causa excitação do sistema nervoso frente a uma situação de perigo.

Embora não exista perigo real, em lugar disso, está a angústia antecipada em relação a um possível evento estressor.

É comum o autodiagnóstico de ansiedade. Já que se trata de um assunto muito debatido, as pessoas tendem a se rotular como ansiosas.

Mas, entre o sentimento de ansiedade e um transtorno ansioso, há uma longa distância.

Sentir-se ansioso é algo natural, de ordem emocional, é um sentimento inquietante que surge em consequência de pensamentos relacionados ao futuro, sejam estes positivos ou negativos.

Visto assim, não se trata apenas de uma má premonição, envolve também um sentimento bom de esperança.

Quem nunca sentiu uma ansiedade “gostosa” em relação a uma viagem, ao filho que vai nascer, ao primeiro dia no trabalho novo, etc.

Já os transtornos de ansiedade constituem uma desordem psicológica (por vezes também biológica), que compromete o funcionamento adaptativo do ser humano, ou seja, torna-se algo prejudicial e limitativo às atividades cotidianas.

Para confirmar o quadro de ansiedade, existem métodos e técnicas científicas que avaliam não só a prevalência dos sintomas como também o nível de ansiedade que o paciente apresenta.

Para identificar o tipo de transtorno ansioso, utilizam-se critérios diagnósticos, de acordo com o DSM IV- Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders).

 

Transtornos de Ansiedade Mais Frequentes

Abaixo estão listados os transtornos de ansiedade mais frequentes, e suas principais características:

  • Ansiedade Generalizada

Trata-se de um quadro clínico no qual a principal característica é a presença contínua e excessiva de preocupação e ansiedade, em relação a diversos fatores.

Inclui um estado permanente de desconforto ansioso, mas nem sempre há um evento ativador específico.

O quadro de TAG- Transtorno de Ansiedade Generalizada é confirmado após seis meses de prevalência dos sintomas ansiosos.

  • Pânico

A síndrome do Pânico é caracterizada por um sentimento súbito de medo e apreensão associado ao pressentimento de catástrofe.

As crises são imprevisíveis, incontroláveis e surgem intermediadas por estados ansiosos e preocupação com a possibilidade de novas crises, o que acarreta um desgaste constante do organismo.

  • Agorafobia

Com frequência, este quadro está associado às crises de pânico.

Consiste no medo de circular em locais públicos, onde novas crises possam ocorrer sem opção de socorro.

Tal apreensão também está relacionada ao constrangimento de enfrentar uma crise de pânico diante de outras pessoas.

  • Estresse Pós Traumático

Desenvolvido após um fato traumático, trata-se de um transtorno que inclui pensamentos constantes relacionados ao evento estressor.

Muito comum no caso de pessoas que presenciaram uma tragédia ou sofreram algum tipo de violência, como sequestro ou assalto, por exemplo.

A vítima de TEPT- Transtorno do Estresse Pós Traumático, revive mentalmente, e com frequência, o fato traumático. As lembranças surgem de forma intrusiva, através de pensamentos, imagens ou pesadelos.

Tais lembranças mantêm o organismo em estado de ansiedade constante, e incitam o indivíduo a evitar ocasiões que façam qualquer menção à situação vivida.

  • Reação Aguda ao Estresse

É um estado transitório, desencadeado por situações de altos níveis de estresse, sejam estas de ordem física ou mental.

Os sintomas podem diminuir após alguns dias, ou evoluir para um quadro mais severo, como Estresse Pós Traumático ou Ansiedade Generalizada.

  • Transtorno Obsessivo Compulsivo

Este quadro é definido pela presença de pensamentos obsessivos e irracionais que geram comportamentos repetitivos.

O indivíduo com TOC executa tais comportamentos em busca de alívio para a ansiedade causada pelos pensamentos, e no intuito de evitar que algo de ruim aconteça.

  • Fobias Sociais

Constitui uma desordem psíquica que acarreta o sentimento limitante de ansiedade e pavor frente às situações que envolvam atividades sociais e avaliação de desempenho.

Não se trata apenas de timidez ou déficit de habilidades sociais. Inclui um bloqueio clinicamente relevante.

Para o fóbico social, é impossível se submeter à qualquer exposição pública.

  • Fobias específicas

As fobias específicas consistem no medo mórbido de situações ou objetos específicos, como por exemplo: claustrofobia (medo de lugares fechados); acrofobia (medo de altura); catsaridafobia (medo de baratas).

A exposição ao objeto ou situação causadora do medo, desencadeia uma série de reações fisiológicas e sintomas psíquicos típicos dos quadros de ansiedade.

  • Síndrome do Pensamento Acelerado

Denominada pelo psiquiatra Augusto Cury, trata-se de uma desordem própria da vivência atual.

Corresponde ao estresse e desgaste do cérebro, em consequência da construção de pensamentos em velocidade extrema. Já que somos bombardeados por exigências de ação e aquisição de novas informações que nunca cessam.

Estamos sempre carregando o fardo das demandas absolutistas, do tipo “tenho que fazer isso, tenho que concluir aquilo.”

São imposições de obrigatoriedade que colocamos sobre nós mesmos, constantemente.

 

Sintomas de ansiedade

sintomas de ansiedade

A ansiedade é caracterizada pela recorrência de sintomas físicos e psicológicos, como:

  • Náuseas;
  • Tonturas;
  • Falta de ar;
  • Taquicardia;
  • Dor no peito;
  • Desregulação intestinal;
  • Tremores;
  • Tensão muscular;
  • Alterações no sono;
  • Nervosismo e irritabilidade;
  • Dificuldade de concentração;
  • Preocupação excessiva;
  • Medo e sensação de catástrofe iminente;
  • Descontrole emocional.

Alguns sintomas de ansiedade são mais evidentes em determinados quadros clínicos:

Transtorno de Ansiedade Generalizada

No transtorno de Ansiedade Generalizada, por exemplo, os critérios diagnósticos incluem:

  • Ansiedade e preocupação exageradas e constantes, sem causa específica, em recorrência por no mínimo seis meses;
  • Impossibilidade de controlar a preocupação;
  • Permanência de pelo menos três dos seguintes sintomas: inquietação; fadiga; falta de concentração; irritabilidade; tensão muscular; alterações no sono.

Quadro de Pânico

O quadro de Pânico é definido pela presença de pelo menos quatro dos sintomas a seguir, sendo que estes se desenvolvem subitamente, e atingem um pico no tempo de dez minutos.

Os sintomas são:

  • Palpitações;
  • Sudorese;
  • Tremores;
  • Falta de ar ou sensação de sufocamento;
  • Dor no peito;
  • Náuseas;
  • Tonturas;
  • Despersonalização (sensação de sair do próprio corpo);
  • Medo de se controlar;
  • Medo da morte;
  • Sentir-se paralisado;
  • Calafrios ou ondas de calor.

Síndrome do Pensamento Acelerado

A Síndrome do Pensamento Acelerado, identificada pelo psiquiatra Augusto Cury, é mais um dos quadros decorrentes da ansiedade, e está cada vez mais em evidência, já que vivemos numa era de urgências e múltiplas atividades.

Os principais sintomas desta desordem são:

  • Dor de cabeça;
  • Dores musculares;
  • Impaciência;
  • Insônia;
  • Problemas de atenção e concentração;
  • Prejuízos na memória;
  • Desorganização;
  • Sofrimento antecipado;
  • Inquietação e agitação mental;
  • Cansaço extremo;
  • Urgência na execução de qualquer atividade;
  • Irritabilidade;
  • Cansaço não amenizado pelo sono.


Como controlar a ansiedade sem remédios

relaxamento-ansiedade

Com frequência, aos primeiros sintomas de ansiedade, as pessoas buscam ajuda profissional e iniciam tratamentos a base de remédios.  

Não é à toa que os ansiolíticos estão entre os fármacos mais vendidos no Brasil.

Há quadros clínicos específicos que requerem intervenção farmacológica, aliada à psicoterapia para promover resultados efetivos. Como os casos de TOC – Transtorno Obsessivo Compulsivo, por exemplo.

No entanto, estados gerais de ansiedade, antes de evoluírem para um transtorno específico, podem ser atenuados através de outras práticas. 

Veja alguns meios de como controlar a ansiedade sem o uso de medicamentos:

– Atividades físicas: os exercícios físicos, em geral, são conhecidos por estimular a produção de endorfina e serotonina, que são neurotransmissores responsáveis pelas sensações de bem-estar e relaxamento. Portanto, auxiliam na redução dos níveis de ansiedade;

– Alimentação: se alimentar de forma saudável também pode produzir efeitos benéficos.

Determinados alimentos são ricos em vitaminas essenciais e aminoácidos, que agem na diminuição da ansiedade através do aumento da serotonina;

– Yoga e meditação: através da prática dessas técnicas, ocorre o controle do cortisol, considerado o hormônio do estresse, que mantém o organismo em estado de alerta, característica própria dos quadros de ansiedade;

– Terapias holísticas: técnicas alternativas, como acupuntura, aromaterapia, florais, musicoterapia, reiki, quiropraxia, entre inúmeras outras, têm o objetivo de equilibrar corpo, mente e emoções.

Em consequência disso, atenuam sintomas de estresse e ansiedade.

– Psicoterapia: o acompanhamento terapêutico, através de técnicas e métodos científicos (ex: respiração diafragmática, relaxamento muscular progressivo), promove significativas melhorias nos quadros de ansiedade.

A psicoterapia busca alterar padrões disfuncionais de pensamento que agravam os sintomas ansiosos.

O psiquiatra Augusto Cury tem grande contribuição nesse campo. Em seu Programa Gerenciando a Ansiedade, ele ensina técnicas sobre como controlar a ansiedade e se tornar líder de si mesmo.


Quem é Augusto Cury?

Augusto Cury

Médico psiquiatra, escritor e psicoterapeuta. Atingiu notoriedade nacional e internacional, com a publicação de seus livros em mais de 70 países, e mais de 25 milhões de cópias vendidas, apenas no Brasil.

Seu livro – O vendedor de sonhos – foi premiado em 2009 pela Academia Chinesa de Literatura.

É autor da Teoria Inteligência Multifocal, estudada em cursos acadêmicos do Brasil, Estados Unidos e Europa. Tal teoria investiga os pensamentos em seu processo de construção.

Inventor do programa da Escola da Inteligência, cujo objetivo é o de promover avanços na educação e no desenvolvimento da inteligência socioemocional.

Augusto Cury já escreveu dezenas de livros. Sua coleção de publicações literárias inclui títulos consagrados que figuraram nas listas de mais vendidos do país:

ansiedade-augusto-cury

Veja algumas das obras de Augusto Cury:

  • Revolucione Sua Qualidade de Vida
  • Você é Insubstituível
  • Dez Leis para Ser Feliz
  • Seja Líder de Si Mesmo
  • Superando o Cárcere da Emoção
  • Doze Semanas para Mudar uma Vida
  • Treinando a Emoção para Ser Feliz O Código da Inteligência
  • Mentes Brilhantes, Mentes Treinadas
  • A fascinante construção do Eu
  • Mulheres Inteligentes, Relações Saudáveis
  • Manual para jovens estressados, mas muito inteligentes!
  • Armadilhas da mente
  • Em busca do sentido da vida


Como tratar a ansiedade com Augusto Cury SEM SAIR DE CASA E SEM REMÉDIOS

A ansiedade é um problema crescente, um quadro que vem se agravando em decorrência da vivência acelerada do século XXI.

Por isso, você precisa aprender como tratar a ansiedade para se libertar desse mal que interfere em todas as áreas da sua vida.

Augusto Cury define a ansiedade como o “mal do século”, e acredita que a SPA- Síndrome do Pensamento Acelerado já afeta mais de 80% das pessoas.

Com isso, ele afirma que a urgência da sociedade contemporânea alterou o ritmo de construção dos nossos pensamentos, trazendo sérios prejuízos para: a saúde emocional; a evolução da inteligência; a criatividade; as inter-relações; e para o prazer de viver.

Diante disso, você deve estar se perguntando: mas como lidar com isso?

Como tratar a ansiedade, já que tal condição parece estar inerente ao ser humano? É possível controlar a ansiedade sem remédios e pela internet?


Gerenciando a Ansiedade com Augusto Cury

O programa Gerenciando a Ansiedade é um curso online que pode te fornecer todas as respostas e todos os métodos para aprender como tratar a ansiedade e obter qualidade de vida e bem-estar.

Com esse programa, você vai aprender a controlar o transtorno de ansiedade sem sair de casa e sem o uso de medicamentos.

Augusto Cury, autor do programa, ensina pela internet, por meio de videoaulas, as técnicas necessárias para:

  • Gerenciar os próprios pensamentos e emoções;
  • Alcançar autoconhecimento e ser líder de si mesmo;
  • Trabalhar em equipe e cultivar boas relações interpessoais;
  • Obter qualidade de vida;
  • Ser o autor da própria história.

O programa contém 33 aulas online, divididas em cinco módulos:

  1. O que há por trás da ansiedade
  2. Construção do pensamento
  3. Você, autor da própria história
  4. Desvendando a Síndrome do Pensamento Acelerado
  5. Ferramentas essenciais para controlar a ansiedade

Você também se considera uma vítima do mal do século? Sente que a ansiedade está te prejudicando?

→ Clique aqui para conhecer o Programa Gerenciando a Ansiedade Augusto Cury ou assista ao vídeo abaixo.

Mude de vida agora – aperte ao play e aprenda como controlar a ansiedade:

Como tratar a ansiedade com Augusto Cury

Diante de tudo que leu neste post, concorda que você tem a possibilidade de mudar esse quadro?

Faça algo por você. Aprenda como tratar a ansiedade e se livre desse problema de uma vez por todas!

→ Clique aqui e conheça o programa Gerenciando a Ansiedade.

“Nossa ansiedade não esvazia o sofrimento do amanhã, mas apenas esvazia a força do hoje. Charles Haddon Spurgeon

Leia também:

Como Tratar a Ansiedade [Sem Sair de Casa e Sem Remédios!]
5 (100%) 8 votos

0 comentários em “Como Tratar a Ansiedade [Sem Sair de Casa e Sem Remédios!]Deixe um comentário →

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *